Apesar de ter sido montada pela primeira vez em 1884, a comédia de costumes romena “Uma Carta Perdida", continua sendo uma peça de teatro atual. O texto do autor Ion Luca Caragiale é uma sátira que retrata a classe política, com seus desvios de conduta, falhas de caráter e jogos de interesses. Mesmo escrita em cima de uma realidade distante, de tempo e espaço, impressiona sua semelhança com cenário político brasileiro da atualidade.

2013 foi um ano emblemático, em que o povo foi às ruas mostrar sua indignação. Se o jargão “político é tudo corrupto” antes era dito com bom-humor, agora ele acompanha a revolta da população. Ninguém aguenta mais tanta corrupção e descaso. E se o teatro sempre acompanhou as movimentações populares, nada mais propício do que encenar agora um espetáculo que satiriza o sistema de poder estabelecido.

Quando nosso mestre Bernardo Jablonski faleceu, toda a sua biblioteca foi doada para alunos e professores do Tablado. Adriano Martins, na época funcionário do teatro, adquiriu justamente essa peça romena. Percebeu que estava diante de um grande presente de Bernardo, que precisava ser encenado. Ligou para Daniel Belmonte e leu a peça com ele, que também se apaixonou pelo texto. Decidiram juntos adaptar, na tentativa de aproximar a linguagem de uma mais atual, mas preservando as características que remetem à Romênia do século XIX.

Estamos fazendo uma mobilização no Catarse no intuito de arrecadar três mil e quinhentos reais, considerando os valores elevados para se montar uma peça de época, fora os custos de produção e divulgação. Não queremos que discussões relevantes a tantas camadas da sociedade fiquem estagnadas. Por isso estamos aqui: Acreditamos que uma mobilização coletiva é o vetor capaz de promover a realização de projetos como “Uma Carta Perdida”.

Acesse: catarse.me/umacartaperdida

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…