Juntar a turma, jogar a barraca na mala do carro, viajar apertado para caber todo mundo, botar o "narguilé" para fazer fumaça já no café da manhã, acampar no mato, na beira do rio, dormir ouvindo os grilos cochicharem, botar o vinho para gelar dentro do rio, depois misturar tudo isso com a "sibutra" das meninas hiperativas, fazer longas trilhas, e passar quase um dia inteiro escorregando nas pedras da cachoeira e depois repetir tudo isso de novo no dia seguinte, e de novo, e de novo, e voltar para casa com a barriga ralada e doendo de tanto bater na água e de tanto rir, definitivamente, não tem preço...

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…