Cinestesia é um programa semanal de TV, com duração de 30 minutos - incluindo os créditos - que tem por objetivo a investigação e o debate de diversos aspectos da expressão cinematográfica e da prática audiovisual no Brasil e no mundo - cultura, indústria e mercado, tecnologia, pesquisa e crítica. O programa surge na plataforma de debates colocada desde meados dos anos 90, quando o digital cravou seu espaço na produção audiovisual contemporânea e as políticas públicas acenaram com o horizonte de uma retomada do cinema nacional. Esse estado de ânimo ganhou ainda mais fôlego com as discussões sobre ética e estética nos conteúdos televisivos e, recentemente, sobre TV pública e TV digital. O Cinestesia pretende perscrutar tal estado de coisas, sintonizado com as repercussões de linguagem que advêm dessa confluência. Forma, conteúdo, expressão, condições de produção e circulação tornam-se os alvos sobre os quais o programa pretende mirar seu foco.
O uso de equipamentos digitais, cada vez mais comum desde os anos 1990, trouxe novas matizes para a discussão que permeia a produção e o consumo de trabalhos audiovisuais no Brasil e em outros países. Se antes o contexto geral indicava uma via de mão única, percorrida predominantemente pelo cinema convencional de Hollywood e, e, no caso brasileiro, também por duas ou três gigantescas redes de televisão, fornecedoras de uma programação alienada e padronizada, hoje o quadro é bem diverso e procuramos estabelecer uma consciência do possível nesse horizonte.
A ação cinestésica do programa respalda-se a partir dos seguintes tópicos: debate sobre linguagem audiovisual; sentimento de cinefilia; questões estéticas e mercadológicas da produção audiovisual; dimensão laboratorial da produção televisiva; agenda do segmento audiovisual nacional e internacional (lançamentos, festivais, prêmios, editais, financiamentos etc.). A performance cinepoética, da captação à montagem, caracteriza-se pela busca de uma permanente singularidade ao longo de todo o processo. Realizar “CINESTESIA” significa potencializar ainda mais o universo imagético-sonoro e suas interfaces enquanto mercadoria, valor e alma coletiva. O programa é pensado como uma plataforma multimeios, que prospecta múltiplos caminhos (revista impressa, webtv, site, rádio, TV e programas especiais feito em vários suportes). E muito em breve, essa realização deverá atender aos requisitos de interatividade em tela indicados pelo sistema de TV digital para que surja, no limiar da experiência em REDE, um brilho gritante de contrastes e fruição da experiência audiovisiva.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…