O ódio não é irracional. Em determinadas situações, ele pode ser o “justo afeto”: famílias destruidoras, pais indiferentes, filhos egoístas, cônjuges infiéis, governos cruéis, religiões fundamentalistas, profissões insuportáveis. Filosofia, psicanálise e darwinismo se encontram na mesma indagação: o amor às vezes pode fazer mal? Olhar para as razões do ódio pode ser o melhor remédio contra o amor à mentira, a nova hipocrisia contemporânea. A questão de fundo a ser enfrentada é: quando amar seria um erro?

Com o filósofo Luiz Felipe Pondé.

Palestra da série As Razões do Ódio, de Luiz Felipe Pondé.

Gravado em Campinas, em 09 de setembro de 2011.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…