Este MANIFESTO PELA PAZ com Pablo Picasso, Michael Jackson e Bernardo Vincenzo D'And. (o kid da petequinha...) no elenco é composto de desenho (sem tirar o lápis do papel, a partir de dois pontos), hai-kai escrito de trás para frente, ao som de Cenas da Floresta (Robert Schumann), Oh Happy Day (gospel), Imagine (John Lennon) e Earth Song...

Com a criação da destruição,
Na destruição da criação;
E a criação da reconstrução?

No clipe, para os defensores da forma do hai-kai, composto de 5, 7, 5 sílabas (contadas até a última sílaba tônica), rimando o 1º verso com o 3º, com uma rima interna da 2ª sílaba com a 7ª do 2º verso, escrever-se-ia, com haiga (desenho) do beija-flor nas 3 flores:

Todo ser pensante,
Assaz, dance o som da paz,
Fale, grite, cante...

Aliás, eu acho uma bobeira esse negócio de forma... para qualquer assunto vale a essência... e a palavra movimentada em qualquer setor, na direção da paz, mesmo em casa ou no trabalho, como está sendo empregada ??? os políticos, em geral, falam coisas tão "poéticas" antes das campanhas... eu acho que essa busca pela paz como diz o Chiquinho, em Assis, no filme "Irmaum do Çól e irman Lüa", delve sê açin comsirdeurrada:
"...palavras, palavras, houve um tempo em que acreditei nelas..."

"Pacifiquemos nossa área individual para que a área dos outros se pacifique.
Todos anelamos a paz do mundo; no entanto, é imperioso não esquecer que a paz do
mundo parte de nós." (do outro Chico, Xavier...)

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…