7'14" | Florianópolis, SC | 2011

Direção: Patricia Gouvêa
Assistência de Direção: Andrea Testoni
Montagem: Patricia Gouvêa e Renato Vallone
Mixagem: Nado Leal

Este é um filme sobre o legado da colônia açoriana de Florianópolis, no sul do Brasil, realizado para o projeto Laços de Família: Etnias do Brasil. Mas é também um filme sobre a saudade de algo imaterial, trazido à tona pelo mar, pela chuva, por uma canção. Um não-lugar da memória que materializa-se num átimo de segundo.
Um palavra - saudade - que só existe na língua portuguesa, mas que habita em todos nós, sujeitados pelo Deus Tempo dos relógios, que empurra nossas existências à frente, deixando camadas e camadas de passados prontos a serem de novo nomeados.

Depoimento de Nadja Peregrino, curadora do projeto:

"Dizer que gostei muito seria pouco diante da emoção que sentí ao ver a imagem do barco, a paisagem passando, os pequenos gestos das rendeiras, quase imóveis em sua continuidade..Sei bem porque me lembrei do mito de Penélope. É uma história de amor tecida durante vinte anos. Por detrás, a saudade do esposo amado. Jamais Penélope abandonou a idéia de que seu esposo não retornaria para ela. Manteve acesa no coração a chama sagrada da esperança e da perseverança.

Na nossa visão, surge o olhar errante, a presença das Paisagens Invísiveis, sempre passíveis do esquecimento. Talvez, por saber, saber profundamente, que tudo o que se oferece, como diz Nuno Ramos, está sumindo e morrendo. Preciso então subir correndo no barco antes que desapareça. Espero que retorne como uma miragem, pura luz, porém, sem qualquer sofrimento."

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…