Numa época em que a vida social parece tão voltada para a conquista da felicidade, como é possível que o aumento das depressões tenha adquirido características de uma epidemia? Numa cultura que cultua o corpo e o cerca de tantos cuidados, como se pode entender a disseminação de doenças como a fibromialgia, a síndrome da fadiga crônica, e a síndrome do cólon irritável, que não só desmentem o corpo como fonte de fruição prazerosa da vida, como desafiam a decifração técnica da medicina?

Com Rafaela Zorzanelli.

Rafaela Zorzanelli é psicóloga, mestre em Psicologia, doutora em Saúde Coletiva, pesquisadora do Programa de Estudos e Pesquisas da Ação e do Sujeito – UERJ. Esboços não acabados e vacilantes: despersonalização e experiência subjetiva na oba de Clarice Lispector. Editora Annablume, 2006.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…