(O último dos pássaros que nunca morrem) 2´57´´min. Coreia do sul. Edição: Max Rosenheim

Hyo Kuk An (Mr Ann) nasceu na Coreia do Norte. Não foi aceite pelo partido comunista porque o seu pai era medico e tinha algum dinheiro. Pouco depois, parte da sua família foi assassinada pelas forças armadas.

No inverno escapou sozinho nadando através do rio que separa a duas coreias. Na outra margem foi acolhido pelo exército dos EE.UU onde trabalhou como moço de recados durante cinco anos de guerra.

Mais tarde Mr Ann exportou folhas de árvores e arbustos. Fazendo quadros com elas como passatempo.

Agora ele é velho, alegre, caótico, macio, alcoólico, inocente, só... activo.

Acompanharemos o seu quotidiano, em bicicleta, na recolha de folhas, na sua labor como voluntário,
na ida ao mercado... escutando a sua história atravessada pelo esquecimento, distracção, confusão e procura (no dicionário). Criamos um puzzle com histórias que Mr Ann se vai lembrando e aquelas que encontra nos papeis e nas cartas que nunca mandou para a família que deixou no Norte.

Mr Ann habita um passado doloroso e cheio de ressentimento, marcado pela separação, a impossibilidade
e a opressão. Ele está a escrever um livro autobiográfico “O ultimo dos pássaros que nunca morrem”.

Mr Ann diz que antes de morrer fará algo muito grande e misterioso.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…