OUVIR O RIO: uma escultura sonora de Cildo Meireles é um documentário de longa metragem dirigido por mim e produzido pelo Itaú Cultural em co-produção com a Movie&Art. O filme acompanha o trabalho do artista plástico na busca do som das principais bacias hidrográficas brasileiras, e nas águas processadas pelo homem (residuárias), para a construção da obra sonora RIO OIR criada a partir de jogo e articulação entre palavras e conceitos. Um vinil, que tem de um lado as águas e de outro, risadas. O filme é o relato dessas viagens, das aventuras dessa busca de Cildo indo da Foz do Iguaçu a Pororoca do Macapá, do Parque das Águas Emendadas a Foz do rio São Francisco, para depois em um estúdio de som juntar todos os pedaços combinados à cacofonia das águas residuárias e às gargalhadas humanas.

A natureza transformando o artista e o artista a sua obra. OUVIR O RIO revela a simplicidade do artista, a relação dos habitantes dessas regiões com a água, e potencializa nossa percepção entre o som e a imagem. Cildo, visto em plena atividade, dá origem a uma verdadeira “escultura sonora”, encontrando nova forma de exprimir a relação da humanidade com esse elemento essencial à vida. Pela sua própria natureza, esse trabalho começou com um caráter puramente sonoro e acabou ganhando movimento político dentro de um tema de importância planetária.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…