A 19 de Abril, a Câmara Municipal do Porto despejou, com o recurso a uma força policial impressionante, o projecto Es.Col.A da Fontinha. Durante um ano, voluntários desse projecto tinham recuperado o espaço da antiga escola primária da Fontinha, deixado ao abandono pelos poderes autárquicos durante 5 anos, devolvendo-o à comunidade que nunca devia ter deixado de servir.

Alguns desses voluntários, ou pessoas que simplesmente se opunham ao despejo, foram detidos e levados a tribunal. Para que a coragem de lutar por alternativas concretas e implementá-las na prática não se perca, é fundamental que se saiba que há gente solidária. Para que o receio de multas ou problemas judiciais não acabe com a capacidade de confrontar a autoridade com a sua própria injustiça, não se pode deixar estas pessoas sem apoio.

Nesse sentido, e aproveitando a polémica mediática da perseguição de Rui Rio a Manuel Leitão por causa do episódio FDP, algumas pessoas decidiram organizar um Festival com esse nome, cujas eventuais receitas revertessem para os detidos no dia do despejo do Es.Col.A da Fontinha. Um festival que demonstre apoio por quem luta por alterações profundas no modelo de organização humana, que recusa o Medo e que dá combate à repressão, seja ela em forma de ataque policial ou de censura. Uma forma de combate pela liberdade de expressão utilizando a linguagem como uma fonte vasta de representações mentais que têm correspondência com a realidade e a imaginação. Neste fim-de-semana, por exemplo, FDP quer dizer Faz, Discute e Participa.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…