Um pescador desembarca solitário ao final da tarde…
Encontra-se no porto marítimo de Lisboa pela 1ª vez.
Está cansado e com a face queimada após uma viagem de vários dias pelo Atlântico norte.

“A noite é para o mar…
Vem amar nas águas que a lua brilha
É doce morrer no mar… “

A única coisa em que pensa é descansar, contudo anseia pelo prazer de uma mulher, por uma noite de luxuria…

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…