Introdução: No início de 2009, como em outros anos, repetimos atos como espetáculo de fogos de artifício, motitsuki, comer “ozôni” etc. Com isto distinguimos o ano velho do novo, fechando um período de 365 dias e algumas horas. Este ciclo na forma de quatro estações é fundamental para a evolução da vida. As sementes lançadas na terra germinam; crescem; florescem; e frutificam de acordo com clima que varia ao longo do ciclo. Na seqüência, surge o tempo de descanso antes do reinicio em qualquer atividade, inclusive na nossa vida. É tempo de fazer planos para definir nossa vida e também oportunidade de avaliar e corrigir o que estiver em andamento. Muitas pessoas buscam horóscopos (hoshiuranai) para se orientar, mas os cristãos têm no Senhor uma direção segura.

Deus têm planos próprios:
Ao criar o universo Deus tinha para o homem um plano de colocá-lo no jardim do Éden para cultivá-lo e guardá-lo, providenciando não só o alimento como até uma auxiliadora idônea (Gênesis 2: 15-18);
Para salvar o homem do pecado o plano de Deus se concretiza com o nascimento de Jesus, através da virgem Maria por obra do Espírito Santo e José seu noivo participa do plano (Mateus 1: 20-24);
Deus procura pessoas para concretizar seus planos:
Deus ordena pessoalmente a Jonas para ir à cidade de Nínive e clamar contra ela por causa do pecado, mas é desobedecido por ele que foge para Társis embarcando num navio para ir longe de Deus (Jonas 1:1-3);
Após ter a boca tocada pela brasa, Isaías como voluntário se coloca à disposição do Senhor ao ouvir, a voz do Senhor que dizia: A quem enviarei, e quem irá por nós? (Isaías 6: 6-8);
Precisamos estar preparados para aceitar o plano de Deus:
Na parábola de Jesus o odre para receber vinho novo tem que ser também novo para não se romper. (Lucas 5: 37-38);
A natureza humana impede a aceitação do novo por conformar-se com o passado (Lucas 5: 39);
Apesar da fuga, Deus dá a Jonas oportunidade de arrependimento, após três dias e três noites no ventre do peixe (Jonas 2: 7-9);
Tal qual Isaías precisamos estar santificados pelo Espírito Santo para despertar em nós o espírito de voluntariedade.
Conclusão: Em que se baseia o nosso planejamento para o ano 2009? Continuamos fugindo como Jonas, ou dizemos: Eis-me aqui, Senhor!
Por Ignacio Moriguchi

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…