A partir do batom se explora a abertura para corpos – desejantes, desejos que mobilizam transbordamento dos limites entre as possibilidades de “ser”. Esse transbordamento é também transgressão das imagens que constroem fronteiras, constrangem desejos e reificam realidades. Busca-se então imagens que confundem fronteiras, se lança para novas articulações em que a possibilidade de ser é abertura.
Rose Boaretto, Alexandre Guimarães e Luciano Sant'Ana

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…