Galo cantou às quatro
Da manhã
Céu azulou na linha
Do mar
Vou me embora desse
Mundo de ilusão
Quem me fez sorrir,
Não há de me ver
Chorar
Flechas sorrateiras,
Cheias de veneno
Querem atingir o meu
Coração
Mas o meu amor sempre
Tão sereno
Serve de escudo pra
Qualquer ingratidão

Lá laiá laiá laiá laiá laiá
Lá lá lá laiá

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…