Em 1973 interrompi minhas andanças à caça de cogumelos alucinógenos no pasto de uma fazenda onde me recolhi nas férias por que não conseguia mais ficar sem ouvir o disco "Berlin" de Lou Reed, recém lançado, por no mínimo 3 x / dia. Uma década depois li numa entrevista a declaração de Siouxie Sioux dizendo que este foi o disco que mais influenciou seu imaginário e sua carreira com os Siouxie and the Banchees. Fico agora pensando naqueles dias de loucura e melancolia induzida pela audição deste que foi, se não me engano o primeiro disco conceitual que eu tomei conhecimento. Não sei se o que me atraiu, apesar da primeira audição tê-lo achado estranhíssimo, na contra-mão de tudo que até ali se editava, inclusive dentro da própri trajetória do cantor, com o acréscimo de uma orquestra sinfônica e uma pegada cinematográfica no "enredo" das atribulações de Lady Day. Hoje, dia da morte de Lou Reed, exumei esta relíquia em sua homenagem enquanto ele vai-se volatilizando pelo wilde side.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…