A linha de investigação desse documentário é a luz – o claro-escuro – em variados aspectos na obra do catarinense Luiz Henrique Schwanke (1951–1992), artista contemporâneo de grande expressividade na Geração 80. O facho de luz deixado por Schwanke parte de seu deslumbre frente ao Renascimento até o brilho intenso e difuso da Pós-Modernidade pelos fios da Pop Art, arte conceitual e Novo Realismo. O artista recebeu mais de 30 premiações em diversos salões, e um futuro museu em Joinville (SC) levará seu nome, que também abriga o Instituto Schwanke, entidade que detém o acervo e promove reflexões sobre obras visuais.
Apoio: Prêmio Cinemateca Catarinense ABD/FCC - Governo do Estado SC

direção . Ivi Brasil e Maurício Venturi
produção executiva . Maurício Venturi
roteiro . Ivi Brasil e Kátia Klock
pesquisa . Néri Pedroso
coordenação de produção . Kátia Klock
assistência de produção . Cinthia Creatini
direção de fotografia . Marx Vamerlatti
assistente de câmera . Amarildo Ribeiro
edição e finalização . Paulo Calasans
narração . Carlos Alberto Franzoi
produção musical . Jorge Gómez

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…