Pagar por uma urgência (Mirandela) médico-cirúrgica, quando na prática esta não passa de uma urgência básica; ter o financiamento per capita mais baixo de todo o Serviço Nacional de Saúde (menos 104 euros do que o Norte Alentejano), ou ter um quadro de médicos especialistas cada vez mais envelhecido. Eis algumas das denúncias que resultaram da conferência de imprensa do Conselho Regional do Norte, acompanhada pela SIC.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…