Teatro O Bando

Joined
Palmela

User Stats

Profile Images

User Bio

Fundado em 1974, e constituindo-se como uma das mais antigas cooperativas culturais do país, o Teatro O Bando assume-se como um colectivo que elege a transfiguração estética enquanto modo de participação cívica e comunitária. Na génese de O Bando encontra-se o teatro de rua e as actividades de animação para a infância, em escolas e associações culturais, integradas em projectos de descentralização.

As criações de O Bando definem-se pela sua dimensão plástica e cenográfica, marcada sobretudo pelas Máquinas de Cena, objectos polissémicos que transportam em si já uma ideia de acção. O trabalho dramatúrgico é também muito importante, apresentando a explícita colagem de materiais literários e a inclusão de manifestações de raiz popular. Na sua maioria de autores portugueses, os textos encenados são a grande parte das vezes obras não dramáticas, às quais a forma teatral, nas múltiplas linguagens que integra, confere outra comunicabilidade.

O Teatro O Bando continua a procurar o singularismo das suas criações, na medida em que pretende alcançar obras de arte mais acutilantes e inesperadas. Estas são resultado duma metodologia colectivista onde uma direcção artística alargada procura a diferença, a interferência, a ruptura, a colisão dos pontos de vista, até que essa intersecção revele o seu potencial ao exprimir-se para além do controlo e da capacidade de previsão dos criadores envolvidos.

Rural ou urbano, adulto ou infantil, erudito ou popular, nacional ou universal, dramático ou narrativo ou poético – tais as fronteiras que O Bando se habituou a transgredir. Ao longo do seu trajecto o grupo esteve ligado a múltiplos projectos nacionais e internacionais e a aposta na itinerância continua a levar vários espectáculos por todo o país.

Depois de diversas moradas, de há dez anos para cá que o Teatro O Bando habita uma Quinta em Vale dos Barris – Palmela, onde se encontra um número ainda insuspeito de palcos potenciais feitos de estrelas, de oliveiras e penedos. Aí O Bando espera por vós, sempre com uma sopa, pão e queijo, um moscatel, uma conversa ao pé do lume.

///////////////////////////////////////////////

Founded in 1974, Teatro O Bando takes to be a group that elects the transfiguration as aesthetic mode of civic participation and community.

O Bando creations are defined by their plastic and staging dimension and by the dramaturgic work, parting mainly from Portuguese authors and not dramatic texts. Rural or urban, adult or child, learned or popular, national, or universal, dramatic, narrative or poetic - such as the borders Teatro O Bando got used to transgress.

After several homes, O Bando settled in a Farm in Vale dos Barris, Palmela, where it’s waiting for you, always with soup, bread and cheese, Muscatel, a cozy chat next to the fireplace.

External Links