Parte de um causo de Dona Aristélia, da cidade de São Bernardo do Campo/SP, contado por Mestre Zuza. Fala de um homem preguiçoso que não caçava nada pra família comer e quando a mulher o chamou na "chincha", ele diz "Hoje caço, nem que seja o Diabo!". O que ele caçou, só Deus Sabe.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…