Numa fazenda, o dia flui tranqüilo e morno, e possui uma paz que se confunde com a letargia. A vida se faz aqui de um burburinho constante, de conversas ininterruptamente alimentadas, cujo conteúdo não inclui muito mais do que a narração ou a descrição da ordem do dia, com seus afazeres domésticos.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…