Ferido durante a Guerra do Paraguai (1861-1866), o general brasileiro Antônio de Souza Netto é recolhido ao Hospital Militar de Corrientes, na Argentina. Ali percebe coisas estranhas acontecendo com outros pacientes ao seu redor. Numa noite, recebe a visita de um antigo companheiro, sargento Caldeira, ex-escravo. Juntos rememoram o passado comum durante a rebelião republicada no sul do Brasil, conhecida como Guerra dos Farrapos (1835-1845).
Lembram do jovem escravo Milonga, que se alista no Corpo de Lanceiros Negros, sob o comando de Caldeira; da Proclamação da República Rio-Grandense e da revolta dos soldados negros, após a guerra. São muitas histórias, encontros trágicos, amigos e inimigos, amores e desafetos. Netto recorda o exílio em Piedra Sola, Uruguai, depois da derrota dos farroupilhas; o convívio com os fantasmas do passado; a descoberta do amor, com Maria Escayola e a Guerra do Paraguai.
Naquela noite, unidos por duras lembranças, revelações surpreendentes e um terrível segredo, os dois veteranos enfrentam o derradeiro desafio.

Ficha Técnica
Direção: Beto Sousa e Tabajara Ruas 
Elenco: Werner Schunemann, Laura Schneider, Sirmar Antunes, Márcia do Canto, Arines Ibias, Lisa Becker, João França, Fábio Neto, Oscar Simch, Nélson Diniz, Letícia Liesenfeld, Araci Esteves, Miguel Ramos, Anderson Simões, Lisa Becker, Tiago Real, João Máximo, Vera Lopes, Álvaro Rosa Costa, André Arteche, Colmar Duarte, Denizelli Cardoso, Edilson Villagran, Elison Couto, Fajardo, Marcelo Gomes, Gilberto Perin, Hamilton Mosmann, José Antonio Severo, Laura Medina, Luiz Marcilio, Milton Mattos, Ricardo Duarte, Sérgio Mantovani, Tau Golin.
Produtores: Beto Souza, Tabajara Ruas, Esdras Rubim
Produtora: Piedra Sola Produções
Produção Executiva: Beto Souza, Tabajara Ruas e Marcelo Bacchin
Roteiro: Tabajara Ruas, Beto Souza, Ligia Walper, Fernando Marés de Souza e Rogério Brasil Ferrari
Direção de Produção: Marcelo Bacchin, Leandro Klee e Tito Mateo
Direção de Fotografia: Roberto Henkin
Desenho de Som: Cristiano Scherer
Som Direto: Juarez Dagoberto
Música original: Celau Moreira
Maquiagem: Luis Carlos Jamonot
Figurinos: Tânia Olivera
Montagem: Ligia Walper
Cenografia: Cláudio Costa
Direção de Arte: Adriana Nascimento Borba
Assistente de Direção: Federico Bonani, Tito Mateo, Fernando Mares de Souza e Geraldo Borowsi.
Câmera: Roberto Henkin
Assistência de Câmera: Lula Maluf
Fotografia Adicional: Alex Sernambi, Jaime Lerner
Produção de Animais: Marcelo Gomes
Efeitos Especiais: Paulo Crespo, Gerson A. Machado “Alemão”.
Músicas: Tema do milonga, Giba Giba e Milonga da Guerra, Bebeto Alves

Duração: 102 min. 
Ano: 2001
Pais: Brasil
Gênero: Drama
Cor: Colorido

Prêmios e Indicações
Premio Guarani do Cinema Brasileiro
Indicado como Melhor Roteiro Adaptado por Netto Perde Sua Alma (2001);
Indicado como Melhor Filme pelo Júri Popular por Netto Perde Sua Alma (2001).
Festival de Gramado
Ganhador nas categorias de Melhor filme - Júri Popular, Melhor Montagem, Melhor Trilha Sonora e Prêmio Especial do Júri.
Festival de Brasília
Ganhador na categoria de melhor ator (Werner Schünemann).
Festival de Recife
Melhor Roteiro, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Direção de Arte, Prêmio Gilberto Freyre.
Festival de Huelva
Ganhador de Melhor Fotografia
Grande Prêmio Cinema Brasil
Indicado como Melhor Ator (Werner Schünemann) e Melhor Roteiro Adaptado.
Prêmio RGE: Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…