Espedito Seleiro, mestre do couro, mora em Nova Olinda, no Cariri cearense. Nesta conversa ele reinventou sua profissão de seleiro para os tempos de hoje, onde os vaqueiros quase não mais encomendam gibões e chapéu de couro no sertão brasileiro. Espedito usou sua criatividade e começou a fazer bolsas, sandálias, sapatos com desenhos inspirados nas roupas do cangaço e dos ciganos. Seu trabalho se ampliou com a influência de Alemberg Quindins, presidente da Fundação Casa Grande e Violeta Arraes . Ambos mostraram para o mundo o talento de Espedito que em 2013 vai abrir um museu do couro em Nova Olinda, na chapada do Araripe.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…