Fé e festa. Cristianismo e tradicao africana. Na Bahia encontros assim acontecem no dia de São Roque, na igreja de São Lazaro.
_____________________________________________

A festa de São Roque, que acontece dia 16 de agosto, é uma das tradições compartilhadas nas diversas regiões do Engenho Velho da Federação e Federação. Nesta manifestação de origem católica portuguesa é realizada uma missa, tríduo e solene procissão em louvor ao segundo padroeiro da Igreja de São Lázaro. É forte a participação do candomblé, que homenageia Omolu com lavagem da escadaria da igreja de São Lázaro, velas acesas e banho de pipoca. Conta-se que São Roque nasceu no século XIII na França, em Montpellier, e era filho do governador. Estudou nas melhores escolas da cidade e provavelmente cursou a Faculdade de Medicina. O jovem Roque perde os pais, mas decide, ao invés de administrar os bens e patriônios da família, seguir as palavras de Jesus. Distribui seus bens e deixa a cidade para deparar-se com a epidemia da peste negra e apresenta-se para ajudar os doentes como o Bom Samaritano. Assim como São Roque, Obaluaê também é homenageado protetor das doenças infecto-contagiosas. Ele não apenas é o curador das doenças, tem também o poder de causá-las. Sua veste é de palha, esconde o segredo da vida e da morte. Reservado, simples, trabalhador e solitário, Obaluaê é o nome usado para o Omolu velho, mais introvertido.
Texto fonte: culturatododia.salvador.ba.gov.br
____________________________________________

Record Sony-PD 150 and Sony DCR-HC96.
Edit in Adobe Premiere CS3 and Magic Bullet Looks.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…