Durante a turnê da Osesp pela Europa, a temporada continua na Sala São Paulo com orquestras convidadas. O regente Isaac Karabtchevsky comandou a Sinfônica de Heliópolis em ensaio que contou com o pianista Pablo Rossi e com o Coro da Osesp, que tem a regência de Naomi Munakata. A Orquestra interpretou a encomenda da Osesp para André Mehmari, o "Noturno Para Coro, Piano e Orquestra".

"O som de apito ouvido ao longo da composição é tributo ao som emitido pelo guarda-noturno Abdias, lá em Ribeirão Preto, cidade onde passei quase toda minha infância. Era um senhor já entrado em anos, negro bem parrudo, mas não alto, vestindo sempre a sua quase-farda verde-oliva já bem puída pelo uso, com voz grave e repousada, macia, cantabile e amigável. Ele fazia a vigilância da rua de nossa casa, num bairro (então) calmo no interior do interior paulista.
O velho Abdias muito provavelmente já não está mais entre nós, mas seu apito ainda ecoa languidamente em minhas mais ternas memórias da infância. A ele, sou grato, e também ao magnífico poeta Paulo Leminski, cuja poesia vem ecoando, e muito, em minha cabeça de menino crescido. A própria figura fascinante de Paulo (esse polaco-mulato), que vi outro dia numa foto vestindo quimono de judô (ele era faixa-preta), me inspirou a procurar e inserir na peça a citação da canção tradicional japonesa “Kojo no Tsuki” [“Lua sobre um castelo André Mehmari em ruínas”]. O autor do texto, Bansui Doi, era da região de Sendai, arrasada pelo terrível tsunami de 2011. O coro canta em bocca chiusa, quase como um lamento noturno para as vítimas da tragédia, para as quais “a sombra” chegou de forma inesperada e implacável. A segunda citação dessa canção, hoje já considerada folclórica, leva ao requiem aeternam de “Tamanho Momento”, com a Lux perpetua de “Nossa Senhora da Luz”. “Quem sabe a lua lua...” — sugere o poeta. O apito choroso do vigia Abdias não nos dá uma resposta direta, mas nos conduz placidamente para a recapitulação do estado onírico, presente no início desta viagem noturna.
Agradeço imensamente a Arthur Nestrovski pela encomenda e pela seleção dos poemas e dedico esta obra à memória do vigilante Abdias e do poeta Leminski, guardiões zelosos de meus sonhos em momentos diferentes da minha vida."
Texto do compositor André Mehmari publicado na 6ª edição da Revista Osesp 2013.

A obra será interpretada nos concerto de hoje e amanhã, 21h, e sábado, 16h30. O programa inclui ainda a "Fantasia Coral, Op. 80" de Beethoven e as "Quatro Peças Sacras" de Verdi. Saiba mais sobre o programa: osesp.art.br/portal/concertoseingressos/concerto.aspx?c=2492

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…