Nunca assisti este programa, mas se a Veja (a maior revista do país) afirma que venceu o melhor e o já esperado, sem surpresas, e com 43% dos votos, nada tenho a comentar em relação à parte técnica. Entretanto, comentarei sobre o dom do vencedor, o dom de louvar, o qual possui Sam Alves.

Ao contrário do que alguns pensam, não é somente para as artes que é necessário ter dom, também é preciso para ser mãe e ser solidário, por exemplo. E a Bíblia ensina que é Deus, não nós mesmos, quem escolhe os dons (1º Coríntios 12:28-31 e 1º Coríntios 14:12-13). E antes que alguém diga, por exemplo, que certa função não é para qualquer um, que fulano jamais será capaz de fazer algo complexo, a Bíblia também avisa que é Deus quem capacita quem Ele escolhe, não importa o que a pessoa seja ou foi.

Foi assim com grandes personagens bíblicos como, por exemplo: Abraão era velho demais, Raabe era prostituta, Paulo havia matado vários cristãos, Moisés era gago, Pedro negou a Cristo, Davi foi adúltero e assassino. É, e será assim com todos aqueles que Deus escolher e capacitar para algo que faça parte de Seus planos. E Deus capacitou Sam Alves dando o dom de louvá-lO.

Segundo a mídia, ele foi criticado muitas vezes pelo jeito americanizado de cantar, mesmo assim ele apostou em um misto de português e inglês para seu último show, e fez uma viagem de volta às origens: a Igreja. Cantou Hallelujah (Aleluia), uma das canções mais comuns em cultos evangélicos nos Estados Unidos. Os outros concorrentes cantaram músicas seculares, chamada pelos cristãos como "música do mundo": "Me Dê Motivos", "De Volta pro Meu Aconchego" e "Monte Castelo", sucessos na voz de Tim Maia, Elba Ramalho e
Legião Urbana.

E por que de volta às origens? Nascido em Fortaleza - Brasil, Sam Alves foi abandonado com apenas dois dias de vida em uma caixa de papelão à porta da casa do então funcionário de escritório Luis e Raquel Alves, artista de gravação de música cristã. Quando Sam tinha quatro anos de idade a sua família mudou para os Estados Unidos.

Sam Alves foi criado na igreja e chegou a ser selecionado como um tenor lead (principal) em uma participação em um show do cantor norte-americano Michael W. Smith, um dos principais do segmento gospel mundial. Depois deste show, Sam foi convidado para liderar uma equipe de louvor e adoração para o grupo de jovens de uma grande igreja no centro de Massachusetts e, em poucos meses, tornou-se líder da equipe principal de louvor.

Em 2003, ele voltou ao Brasil com a mãe para trabalho missionário. Sam ajudou a construir uma nova igreja em Brasília e cantava durante os cultos. Ele chegou a gravar um álbum independente com a mãe em um estúdio de Brasília, entre as canções estava ”You Are Lord” (“Tu és Senhor”). Agora, dez anos depois, Sam Alves, cantando uma música gospel, ganha a segunda temporada do 'The Voice Brasil', como prêmio leva 500.000 reais em dinheiro, um carro zero quilômetro e o principal: contrato com a Universal Music (uma
das maiores do mundo) para a gravação de um CD e gerencimento de carreira.

"Aleluia" significa "Louvem a Deus".

Jesus Cristo disse que se uma pessoa afirmar publicamente que pertence a Ele, que não tiver vergonha de pregar a Sua Palavra de alguma forma, Ele também afirmará a Deus que essa pessoa pertence a Ele. Confira em Mateus 10:32, 33.
"Ainda que mil pessoas sejam mortas ao teu lado, e dez mil, ao teu redor, tu não sofrerás nada". "Deus mandará que os anjos dEle cuidem de ti para protegê-lo aonde quer que tu vá". Salmos 91:7 e 91:11
Bíblia na Linguagem de Hoje bible.com/pt-BR

Sam Alves venceu o The Voice Brasil porque Deus é fiel.

Pinduca Pereira Soares - ULTRA FM de Portugal

Obs.: Sou de Araranguá, mesma cidade de Rubens Daniel, o qual também disputou o The Voices Brasil, portanto, não opinei com o coração.

#ararangua #SantaCatarina #TheVoiceBrasil #musica #RubensDaniel #SamAlves

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…