Youtube deleta vídeo que ironiza Jornal Nacional
YouTube retira do ar vídeo que satiriza Jornal Nacional. Humorista Rafucko rebateu o editorial da emissora apontando incoerências na cobertura dos protestosYouTube retira do ar vídeo que satiriza Jornal Nacional (Reprodução / Vídeo)

O editorial da Rede Globo veiculado, na última segunda-feira (10), no Jornal Nacional comentando a morte do cinegrafista da TV Bandeirantes, Santiago Andrade, virou motivo de piada na internet. Criado pelo humorista Rafucko, o vídeo ironizou as informações feitas pelo âncora do jornal, William Bonner, e, em poucas horas, ganhou grande popularidade nas redes sociais.

No entanto, rapidamente, o vídeo foi retirado do ar pelo YouTube à pedido das Organizações Globo, que argumentou que a montagem feria as leis de direito autoral no país. Mesmo assim, dezenas de usuários publicaram novamente o vídeo e a sátira já pode ser vista novamente.

Rafucko, vestido de “Patricia Correta”, apontou as falhas e incoerências do discurso oficial das Organizações Globo. Em certo momento, quando Bonner afirmou que as primeiras grandes manifestações de junho “reuniram milhões de cidadãos pacificamente no Brasil todo”, o comediante lembrou que, neste mesmo período, o comentarista da emissora, Arnaldo Jabor, criticou os manifestantes chamando-os de “rebeldes sem causa”.

O mesmo vídeo também relembrou o pedido da emissora de mais repressão por parte da polícia e criticou a manchete do G1 que ligava um manifestante, supostamente envolvido no episódio da morte de Santiago, ao deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL – RJ).
Globo News

Na semana passada, o programa Entre Aspas, do canal à cabo GloboNews, já tinha sido alvo de críticas nas redes sociais. A apresentadora Monica Waldvogel declarou que as mortes provocadas pela PM nos protestos haviam sido “acidentes circunstanciais”.

Loading more stuff…

Hmm…it looks like things are taking a while to load. Try again?

Loading videos…