CIA VATA

  1. Uma historia de 20 anos no corpo. Esse convite do Projeto Terreiradas nos fez viajar pela obra musical da Cia Vata, desde o primeiro espetáculo no Ceara "Bagaceira” até o atual "Compilation", onde musicas originais e criadas especialmente para o discurso da obra, foram compostas. Nossa musica eh corpo.
    Convidamos ex vateiros, e mais alguns músicos da cidade e criamos, com a direção musical de Rodrigo Claudino e Makito Vieira Show Cênico Musical "Vata Canta Vata".
    Dividimos com vocês essa emoção.
    Divirtam-se!
    Show cênico musical
    Ficha Técnica:
    Direção Musical: Rodrigo Claudino e Makito Vieira
    Musicas Originais da Obra da Cia Vata:Valeria Pinheiro Lela, Luciana Costa,Josy Maria , Edmar Cândido, Paulo José, Pingo De Fortaleza Fortaleza e Eliahne Brasileiro
    Músicos convidados: Raul Porfirio Vanildo Franco e Gildazio Pereira GilTati Capoeira
    Cantores convidados: Juliana Roza, Edmar Cândido e Gildazio Pereira GilTati Capoeira
    Cia. Vata: Rafael Abreu, Leandro Netto Dayana Ferreira, Ana Carina Santos
    Bailarina convidada: Maria Isabel
    Áudio: Marco Etienne Sala e Airton Montezuma
    Vídeo: AVDA de Daniel de Araújo e equipe
    Assessoria de Imprensa e Comunicação: Roberta Bonfim e Kamila Rabelo
    Esse projeto teve a parceria do MINC/Funarte atraves do edital: Premio de Musica Popular Continuada 2015.

    # vimeo.com/195717872 Uploaded 173 Plays 0 Comments
  2. Na comemoração de 10 anos de atuação no Ceará, a Cia. Vatá convida o núcleo de capoeira do Teatro das Marias, formado por integrantes do Cordão de Ouro, e mergulha na tradição, fazendo a ponte, através de elementos da dança contemporânea, entre o corpo provindo da capoeira e o côco de Zambê, tradição praticada por homens no interior do Rio Grande do Norte, e o resultado é “São Bento Pequeno”, um musical, com livre inspiração nos textos de Josy Maria, Alan Mendonça e Valéria Pinheiro, com música original de Valéria Pinheiro, em parceria com Josy Maria e Makito Vieira, com estréia em junho de 2011 no CUCA Barra em Fortaleza-Ce.

    Ficha Técnica:

    Direção e Coreografia: Valéria Pinheiro

    Cia. Vata:
    Murilo Sales
    Paula Zumba
    Inês Silva
    Bia Facó
    Luana Reis
    Jhony Ligeirinho
    João Carlos Alves dos Santos
    Gil Pereira
    Makito Vieira
    Tatiana Martins (Stand by)

    Direção e execução musical: Makito Vieira e Valéria Pinheiro

    Música Original: Valéria Pinheiro, Makito Vieira e Josy Maria

    Dramaturgista: Valéria Pinheiro

    Figurinos: Cavalo Marinho

    Iluminação/operação de luz: Marcos Alexandre

    Direção de Produção: Alessandra Rubim

    Direção e edição de video: Kiko Alves

    # vimeo.com/122215031 Uploaded 49 Plays 0 Comments
  3. Release

    Uma obra inspirada na cultura popular nordestina, tendo como mote a poesia de Ascenso Ferreira, que navega pelo sertao nordestino com muito humor e de forma ludica. Nessa obra trabalhamos com harmonia entre as linguagens (danca contemporanea, sapateado, musica, e dancas brincantes , provindas do universo tradicional do Brasil,passeamos por cocos, maracatus, sambas, lamentos e muita poesia douniverso tradicional do nordeste brasileiro, focados em Ascenso Ferreira mas passeando por Patativa do Assare)
    Somos brincantes, e nessa Bagaceira, vamos experimentando o fazer harmonicamente, o que a tradicao nos ensina, mas se nos deixando vetorizar pelas linhas contemporaneas da musica, danca e poesia!

    Ficha Tecnica

    DIRECAO E COREOGRAFIA - VALERIA PINHEIRO

    REALIZACAO - CIA. VATA

    CIA. VATA DAYANA FERREIRA
    HEBER STALIN
    LUCIANA COSTA
    PAULO JOSE
    MAKITO VIEIRA
    RODRIGO CLAUDINO

    DIRECAO MUSICAL - LUCIANA COSTA


    FIGURINOS - CIA VATA

    OPERACAO DE LUZ E SOM - MARCOS ALEXANDRE

    ASSESSORIA DE IMPRENSA e FOTOS- ADRIANA PIMENTEL

    # vimeo.com/122209414 Uploaded 79 Plays 0 Comments
  4. O espetáculo Bagaceira, a dança dos Mestres navega por códigos e ritmos dos folguedos do nordeste brasileiro, fundindo o sapateado americano ao côco, ao baião, ao frevo, ao maracatu, ao cabaçal e a outras manifestações folclóricas. A dramaturgia de Mateus e Catirina e os códigos do corpo do vaqueiro também fazem parte dessa composição, dirigida pela Andreia Bardawil. Em cena, os intérpretes da Cia. Vatá atuam como verdadeiros “brincantes”, dividindo a cena com os ritmos das zabumbas, pífanos e rabecas, alem da presença precisa da poesia de Ascenso Ferreira e causos do universo sertanejo. Esse espetáculo é um exemplo rico das possibilidades de trânsito entre o popular e o erudito.
    A bailarina e coreógrafa cearense Valéria Pinheiro vem desenvolvendo seu trabalho coreográfico baseado numa intensa pesquisa sobre o universo das manifestações rítmicas tradicionais brasileiras. Inédita no Ceara, Vata, Brasil 500, foi apresentado nos Estados Unidos, em 1999, e abriu as portas internacionais pra Cia. Vata.

    Ficha Tecnica:

    Direção: Andreia Bardawil

    Argumento e coreografia: Valeria Pinheiro

    Iluminação: Walter Façanha

    Figurino: Ruth Aragão

    Musica Original: Orlangelo Leal

    Programação Visual e fotos: Paulo Amoreira

    Cia. Vata: Aspasia Mariana
    Angelo Marcio
    Drica Freitas
    Felipe Gadelha
    Heber Stalin
    Paulo Jose
    Josy Maria
    Valeria Pinheiro

    # vimeo.com/122197747 Uploaded 79 Plays 0 Comments
  5. “Caçadores de Pipa” é um trabalho voltado à diáspora do NEGRO no Brasil, e daí, acharmos à trilha do samba. Investigamos as vertentes do samba e suas influências no corpo do brasileiro. Um corpo que singulariza um povo, que marca de forma cadenciada uma cultura!
    Viemos de uma trilogia a cerca do “corpo no ritual”, investigação essa que nos deixou resquícios e caminhos ainda a serem percorridos e que "Caçadores de Pipa" nos levou a essa investigação..
    A pesquisadora carioca Marília Trindade afirma que "existe um terreiro de macumba na origem de toda escola de samba", e acrescenta, destacando a importância do batuque: "esses descendentes de escravos, vindos da Bahia ou da área rural do Estado do Rio, só tinham os atabaques para tocar. Por isso, até hoje, o samba de escola é fundamentalmente voz e percussão”. Mas o samba não pára por aí, nem vive só de "escola" e batuque. Seria, ao longo de sua história, e continua sendo enriquecido, em suas muitas variantes, pelo uso de todos os instrumentos antigos e modernos, inclusive a parafernália eletrônica mais atual, e pelo timbre das mais diversas linguagens poéticas e musicais.
    Pensamos que experiências em certo sentido são impossíveis de transmitir, e acontecimentos incapazes de criar memórias a quem não os sofreu, então fomos vivê-las!
    Quisemos a compreensão de um corpo em contato com sua ancestralidade, que buscasse no aprisionamento da alma, um corpo definidor de um “eu” e se visse como inteiro: “o corpo deixa de estar subordinado ao espírito que almeja transcendência pela cultura para tornar-se integrante ativo do mundo, agente imanente do concreto”.
    Acreditamos na compreensão desse território que chamamos ou ilustramos como “eu” através do corpo, porque nele está o ponto de vista, a perspectiva. Achamos ainda que, a apreciação do mundo depende da posição que se assume e do corpo que se possui naquele tempo espaço e situação.
    Sabendo que corpos não servem apenas para cultuar, mas, sobretudo para pensar, guardar, mapear o tempo e o lugar, contar as histórias das gerações, trazer pra cultura de hoje o que essa cultura foi antes, e até pensar que caminhos ela poderia traçar no futuro, nós da Cia. Vatá, com essa obra, pensamos o corpo, sua materialidade, similaridades e diferenças segundo uma trilha percorrida pelo Negro e que nos levou a um corpo que “samba”. Como nosso corpo, em contato com essa camada ancestral que nos propusemos a buscar, reagiu à memória nele aprisionada, que influências lhes foram impressas?
    Tomamos como referência ancestral os “Kariris”, índios que ocuparam o sertão do Ceará no começo dos tempos e que acreditamos, antecederam nossa trajetória corporal. Uma parte da história acredita e aponta a trajetória dos índios Kariris como um possível nascedouro do samba no Brasil, depois da sua mistura ao Lundu baiano e as influências dos europeus. Essa é somente uma das inúmeras vertentes do nascedouro do samba.
    Nós temos requisitos, provindos da pesquisa anterior a cerca desses índios Kariris, que nos fizeram crer, ter sido essa a vertente da história , foi nela que mergulhamos.
    Exploramos cada pedaço da história desses ancestrais, fomos in loco, conviver e dividir nossas experiências com os descendentes mais próximos desses nossos antecessores. E depois de vivida essa experiência, como nosso corpo reagiu ao que nele foi impresso?
    Acreditamos que as respostas a esse turbilhão de perguntas, que levantamos, estarão no contato desse corpo com sua memória recente e ancestral por ele aprisionada ao longo da trajetória.
    E fomos. Experimentamos, mergulhamos de cabeça nesse universo, com a certeza de que o nosso mapeamento de identidades se fez ampliando e a nossa singularidade cada vez mais plural.
    E nasceu "Caçadores de Pipa".

    Ficha Técnica

    Direção Geral e Coreografia Valéria Pinheiro

    Colaboração: Brazzdance Theater - Augusto Soledade

    Direção Musical: Valéria Pinheiro Luciana Costa

    Produção: ABCVATA

    Música Original: Valéria Pinheiro e Luciana Costa

    Cenário: André Scarllazzari

    Programação Visual: Paulo Amoreira

    Figurinos: Ruth Aragão

    Concepção da Luz: Walter Façanha

    Concepção Musical: Valéria Pinheiro e Luciana Costa

    Fotografia: Delfina Rocha

    Cia. Vatá:
    Aspásia Mariana
    Gerlane Pereira
    Heber Stalin
    Edson Sousa
    Elane Foseca
    Valéria Pinheiro

    Músicos: Felipe Cazaux
    Klaus Sena
    Luciana Costa

    Coordenação de Pesquisa: Descartes Gadelha

    Assistente de Coreografia: Heber Stalin

    Ensaiadores: Aspásia Mariana e Heber Stalin

    Equipe Técnica: Marcos Alexandre e Walter Façanha

    Local de Ensaios: Cafe Teatro das Marias

    # vimeo.com/122152920 Uploaded 67 Plays 0 Comments

CIA VATA

Cia Vatá (Valeria Pinheiro) Plus

Um canal que voce pode assistir, na integra, toda a obra da Cia Vata.

Browse This Channel

Shout Box

Heads up: the shoutbox will be retiring soon. It’s tired of working, and can’t wait to relax. You can still send a message to the channel owner, though!

Channels are a simple, beautiful way to showcase and watch videos. Browse more Channels.