O ESPAÇO INSTÁVEL DO TEATRO