Cia Mário Nascimento

Joined

User Stats

Profile Images

User Bio

Criada em São Paulo em 1998 pelo coreógrafo Mário Nascimento e pelo compositor Fábio Cardia, a Cia. MN estreou seu primeiro trabalho, “Escapada”, no Centro Cultural São Paulo, no contexto do projeto “Brasil/Portugal – 500 Anos do Descobrimento”, a convite do curador Marcos Bragato. Pelo trabalho, Nascimento ganhou o prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) de melhor coreógrafo naquele ano. “Escapada” foi levado em turnée para a Alemanha, com apresentações em Hamburgo, na Bienal de Essen e em Colônia, no Zeigen Tanztheater, com crítica favorável em jornais importantes, como o Morgen Post e o Bergedorfer Zeitung.

Dois anos depois, no o projeto “O Masculino na Dança”, o Centro Cultural São Paulo apresentou o espetáculo “TROVADOR”, também dirigido por Mário. No elenco, o bailarino e percussionista pernambucano Kiko Ribeiro e o músico paulista Renato Gimenes. “TROVADOR” foi apresentado em diversas capitais do País, com boa acolhida do público e da crítica.

Em 2002 a Cia. MN transferiu-se para Belo Horizonte, MG. A partir de então, sua intensa atividade permitiu-lhe não só manter um fluxo constante de novos espetáculos, pelo menos uma estréia por ano, como também consolidar e desenvolver sua linguagem e estilo, à medida em que foi incorporando experiências e agregando artistas, como Rosa Antuña, há dez anos na companhia.

Ao longo dos anos, a companhia desenvolveu, senão uma filosofia, um modo de ser, que tem como pilares de sustentação o trabalho e a disciplina indispensável para que seus integrantes cumpram a estafante rotina de treinamento sem perder o sentido de entrega e paixão pela arte, no duro cotidiano do estúdio, transpirando.

Mário Nascimento, como coreógrafo, trabalha com uma linguagem muito específica, que vem desenvolvendo há mais de trinta anos, que se materializa e se renova a cada apresentação de sua companhia. É uma linguagem que, basicamente, incorpora recursos das artes cênicas, poesia, música, canto e voz, e também da dança de rua, do teatro físico e das artes marciais, sustentada pelas conexões entre música e dança.